domingo, 10 de janeiro de 2016

Capítulo 8 – Não esquece de responder, tá bom? Fofo.

 Em relação ao bolo de chocolate da Marcelinha? Repetimos várias vezes. Estava realmente muito bom, acho que não tem nada que ela faça pra comer que não fique bom. E por essas e outras ando praticando alguns exercícios na nossa academia aqui em casa junto com o Neymar e o personal dele. Enquanto o vejo fazendo alongamentos, abdominais e uma preparação física mais avançada, fico só na esteira mesmo porque não dá.
Neymar: Conversei com a Carol de fazer uma festa pro Davi aqui. O aniversário dele é no dia 24 mas ela quer comemorar primeiro com a família dela e depois vem pra cá. O que você acha?
Gabi: O que eu acho?
Neymar: É.
Gabi: Acho legal. –dei de ombros e ele riu. Não esperava por aquela pergunta- Ele vai ficar feliz.
Neymar: Queria saber se você me ajuda a organizar, quer dizer, você porque eu não sei nada dessas coisas.
Gabi: Ok.
Neymar: Linda. –beijou minha bochecha.
Jota: Aí Ney, bora jogar uma sinuca?
Neymar: Opa, agora.
Gabi: Me abandonando em 3, 2, 1. –ele riu, me beijou e desceu junto com os meninos pro subsolo, onde fica a garagem e uma mesa de sinuca. Coisa de Neymar Junior. A Rafa estava entretida mostrando algo pra Valentina no macbook e a Camila sentou do meu lado.
Camila: Acho que tô apaixonada por aquelas covinhas. –disse suspirando e ri- Pelas covinhas, apenas.
Gabi: Sei. –ela riu- E aí, como estão as coisas?
Camila: Poderiam estar melhores se não fosse o maldito do meu pai...
Gabi: O que houve?
Camila: Lembra o que eu tinha te falado sobre o banco? Ele bloqueou todo o meu dinheiro e da Valentina
Gabi: Meu Deus. E por quê?
Camila: Não sei. –deu de ombros- Tento falar com ele sempre mas ele nunca me atende. Ás vezes acho que é até melhor, sabe? Prefiro suar ganhando o meu pouco dinheiro do que depender do dinheiro sujo dele. Esse mês tive que ralar pra pagar o aluguel e ainda tem o colégio da Valentina que fiquei sem pagar a mensalidade porque se não a gente ficava sem ter o que comer.
Gabi: Não acredito, por que você não falou comigo?
Camila: E você ia fazer o quê? Me dar dinheiro, mais uma vez? –riu, irônica.
Gabi: Claro, eu ia ajudar você.
Camila: Você não tem obrigação nenhuma em me ajudar.
Gabi: Camila, nós somos amigas, IRMÃS! Foi assim que fomos criadas, uma ajudando a outra. Eu não vejo problema nenhum em te ajudar, graças a Deus eu posso e se eu souber de novo que isso voltou a acontecer eu vou ficar muito brava com você.
Camila: Uh, que medo. –riu.
Gabi: Eu tô falando sério. E a partir do próximo mês a mensalidade do colégio da Valentina sou eu que vou pagar.
Camila: Não. –falou negando com a cabeça.
Gabi: Amiga, eu tô querendo te ajudar. Vocês duas são as únicas pessoas que eu sempre tive na vida e que sou capaz de tudo... Para de ser cabeça dura e teimosa igual sua mãe. –ela riu abaixando a cabeça.
Camila: E você tá querendo me mandar como ela fazia. –ri- Obrigada por não me abandonar, por não deixar de pensar na gente...
Gabi: Eu tô aqui por vocês, por nós.
Camila: E porque você ama aquele magrelo. –acrescentou.
Gabi: Sim, eu amo ele. –ela riu.
Camila: Vocês estão se dando bem, finalmente.
Gabi: Tá tudo tão bem que eu tenho até medo.
Camila: Você tá segura aqui. –sorri, mesmo insegura interiormente. A Rafa começou a falar sobre o blog que ela iria criar e estava empolgada. Nos mostrou os preparativos de roteiro, edições e tudo mais e ficamos nós ali meninas só nesse papo até começar a escurecer e a Camila querer ir embora, já que segundo ela teria um “compromisso” que eu sabia muito bem qual era.
Gabi: Você não vai mudar de ideia sobre isso, né?
Camila: Gabriela, eu gosto do que faço.
Gabi: Você gosta de se prostituir? –ela olhou pros lados- Relaxa que todos aqui são incapazes de julgar alguém.
Camila: Eu preciso desse dinheiro, entendeu? Pela segunda vez eu tenho que te lembrar que não tenho a vida fácil como a sua, infelizmente nenhum jogador surgiu como um anjo na minha vida e me tirou daquele lugar, que um dia já foi seu ambiente de trabalho também, que te sustenta e dá tudo o que você quiser.
Gabi: Só quero dizer que você pode arrumar algo melhor pra fazer...
Camila: Tô indo, tá? E sobre aquela conversa do colégio da Valentina, esquece.
Gabi: Não vou esquecer, semana que vem vou lá conversar com os diretores sobre o desempenho dela... Quero saber se ela anda frequentando a escola como disse ou se você deu uma forcinha pra ela ter me contado isso.
Camila: Gabriela, ela é minha irmã. Minha e não sua. Eu sou responsável por ela e não você, então não força toda essa sua boa vontade em querer cuidar dos outros. –ela me deu as costas, se despediu de todos e a Valentina veio até mim.
Valentina: Eu ouvi tudo... Não fica magoada com ela, tá? Ela é desse jeito mas tudo o que você fala ela segue, é questão de tempo pra ela largar disso –sorri e a abracei forte.
Gabi: Ah, esses 17 anos... -ela riu- Amo você. Semana que vem vou na sua casa pra gente conversar, ok? –pisquei pra ela e ela assentiu. Dei um beijo nela, as duas entraram no carro e foram embora. Voltei pra dentro de casa, não entendo como ela consegue ser tão teimosa e cabeça dura assim. Isso me irrita! Olhei a hora e já eram quase 20h da noite. Os meninos estavam no celular e o Seu Neymar também, porém de olho no que passava na tv e o Duda conversando com alguém no telefone.
Marcela: O que vamos fazer pro jantar?
Gabi: Tô sem fome, então meu palpite não conta. –ri de canto e sentei do lado do Gustavo, onde tinha uma vaguinha no sofá.
Neymar: Por que não tá com fome?
Jota: Também, com o tanto de bolo que essa menina comeu não é pra menos, se ainda tivesse com fome eu ia querer descobrir como cabe tanta comida aí dentro.
Gabi: Ai garoto, você não tá aí no seu canto? Larga do meu pé.
Neymar: Isso que ainda tá malhando, hein? –o olhei.
Gabi: O que você quer dizer com isso?
Neymar: Nada, linda. –riram.
Gabi: Acho bom, pensei que tivesse me achando gorda.
Seu Neymar: Olha, não deixava, ouviu o que ele falou? “Se a carapuça serviu...”
Neymar: Olha, que mentiroso, tô aqui do seu lado. –riu me olhando.
Gabi: Vocês são chatos demais.
Jota: Tchau, coxinha. –peguei uma almofada e joguei nele.
Marcela: Deixem ela em paz.
Gil: Tava demorando a defensora Gabiju.
Jota: Gabimar. –ri.
Rafa: Gosto de Gabiju.
Jota: Gabiju é meio bosta.
Marcela: Gabiju é fofo, também gosto.
Gustavo: Bom, boa noite pra vocês que ficam. –levantou e só então percebi que ele estava todo arrumado.
Jota: Vai sair, nem chama os amigos.
Neymar: Isso memo? Vai pra onde?
Gustavo: Conheci uma menina aí...
Rafa: Nossa, é mal de vocês conhecer essas vagabunda de balada.
Gustavo: Ela não é vagabunda de balada. Conheci ela na balada mas a gente vai sair pra jantar, ela é legal, é brasileira.
Marcela: Que legal então Gu, mas juízo!
Gustavo: Valeu, Marcelinha.
Seu Neymar: Muito juízo mesmo, vai como?
Gustavo: Ela vai passar aqui pra me buscar, aliás, já chegou. Boa noite, tô indo.
Todos: Boa noite.
Ele saiu, os meninos ficaram comentando sobre a tal menina e o Neymar parecia conhecer, novidade! A Marcela acabou decidindo sozinha o que fazer pro jantar e eu subi pra tomar um banho.
Os meninos e a Rafa foram embora junto com o Seu Neymar no dia seguinte, 21 de agosto. Hoje é sexta-feira e como sempre levantei antes do Junior. Me arrumei, dei um beijo nele, saí do quarto sem fazer barulho e fui pra faculdade. Hoje era dia de aula prática e as duas últimas aulas tiveram uma prova. Cheguei em casa no horário de almoço e o carro do Neymar não estava. Provavelmente ele ainda estava no treino. Falei com a Marcela e meu celular tocou. Era a equipe da marca que o Duda tinha conversado comigo sobre o ensaio de fotos e ligaram, justamente, pra confirmar as fotos daqui 2 horas. Almocei, me troquei, cheguei no local e conheci a equipe com cerca de 10 pessoas. Fotógrafo com assistentes, cabeleireira, maquiadora e mais assistentes.
Úrsula: Adorei as fotos, Gabi. Ficaram incríveis, precisamos marcar mais, você é muito boa!
Gabi: Obrigada, também gostei e vou adorar outros convites. –sorri.
Rebecca: Você trabalha como modelo?
Gabi: Sempre fiz algumas fotos mas nada muito sério, o que eu sempre quis foi me formar em Medicina e tô estudando agora.
Rebecca: Que legal. São profissões muito diferentes uma da outra...
Danilo: Qual a área que você vai se especializar? Vai atender pacientes particulares? –sorriu de lado levantando uma das sobrancelhas e ri.
Úrsula: Esse Danilo... –riu.
Gabi: Quem sabe eu atenda, vou amar, já que amo crianças e vou ser pediatra.
Rebecca: Humm, toma essa! –rimos e ele acabou rindo também.
Danilo: Ok... Quer alguma? –perguntou parado ao meu lado segurando sua câmera.
Gabi: Quero, tem como me passar?
Danilo: Passa seu número aí que eu te mando, vou dar uma editada, apesar de não precisar muito, né?
Gabi: Se foi um elogio, muito obrigada. -rimos.
Rebecca: Isso é só uma jogada pra querer seu número, fica de olho, Gabi.
Danilo: Vocês que enxergam maldade em tudo.
Rebecca: Ah, verdade, até porque geralmente nós enviamos as fotos por e-mail, já você pede o número das modelos, algo mais direto e menos trabalhoso, não é mesmo? –riu.
Danilo: Tem que manter contato, vai que elas precisem de algum fotógrafo, tô sempre à disposição. –deu de ombros.
Rebecca: Vai mexer com a noiva do Neymar, viu? –rimos, passei meu número pra ele, fui trocar de roupa e me despedi de todo mundo. Cheguei em casa e o Neymar estava no escritório falando com alguém no celular. Fui dar um beijo nele rapidinho e subi pra tomar um banho.
Neymar: Amor. –o ouvi me chamando. Amo quando ele me chama assim.
Gabi: Tô aqui. –respondi e segundos depois o vi entrando pela porta, me fitando dos pés à cabeça.
Neymar: Esqueci o que eu ia falar... –gargalhei.
Gabi: Bobo. –continuou me olhando- Vem aqui. –o chamei e não demorou pra que ele estivesse nu junto à mim no box.
Neymar: Você fica muito sexy tomando banho. –disse murmurando abraçado em mim e sorri me apaixonando ainda mais- Passaria horas olhando pra você.
Gabi: Não pode, tem que economizar água. –o beijei enquanto ríamos.
Neymar: Como foram as fotos?
Gabi: Incríveis.
Neymar: Daqui a pouco tô te vendo pegando gosto e não vai parar mais.
Gabi: Vou gostar. Quem sabe eu deixo de ser um pouco para os outros “la novia del Neymar” e passe a ser apenas eu...
Neymar: É o que você quer?
Gabi: Ás vezes sim.
Neymar: Por que às vezes?
Gabi: Sinto que as pessoas me olham torto em relação ao nosso relacionamento... E gosto quando as mulheres sabem quem eu sou e não tocam em você. –ele sorriu.
Neymar: Não precisa se preocupar com elas. –falou beijando meu pescoço.
Gabi: Verdade, confio no meu taco. –ele parou de me beijar e me olhou.
Neymar: Quem é você e o que fez com a minha garota? –ri enquanto ele me puxava pro seu colo e entrelacei minhas pernas em sua cintura beijando-o. O senti dar um passo e minhas costas tocarem a parede- Uma das 7 maravilhas do meu mundo é transar com você no chuveiro. –sussurrou e mordeu meu lábio. Já não bastasse ouvir aquilo saindo de sua boca, o tom que ele usou me causou arrepio e excitação descontrolável. Inclinei minha cabeça pra trás enquanto sentia o toque dos seus lábios e suas mãos apalpando meu corpo.

***

Neymar: Mandaram mensagem pra você –disse, de cabelos molhados, enquanto descia as escadas com o meu celular na mão. Me entregou, olhei e pelo visto ele já tinha aberto. Eram minhas fotos do ensaio e na foto de perfil reconheci o Danilo.
Gabi: É o Dan, ele ficou de enviar minhas fotos.
Neymar: Dan?
Gabi: Danilo, o fotógrafo.
Neymar: E você ficou tão íntima assim a ponto de chamar ele pelo apelido? –perguntou enquanto sentava ao meu lado no sofá.
Gabi: Todos chamam ele assim e ele disse que eu também podia. –dei de ombros e ele ficou calado, o olhei e ri- Tá com ciúmes?
Neymar: Não, só quis saber.
Gabi: Entendi. –falei ainda rindo, ele me olhou e o abracei pelo pescoço dando-o um beijo.
Neymar: Cadê as fotos? –abri a primeira- Uau. –ri e passei as outras- Isso aí vai ficar só pra você, eles não vão colocar em revista, nada dessas coisas, né?
Gabi: Talvez, acho que sim, é a nova coleção então eles têm que divulgar.
Neymar: Agora tô com ciúmes. –ri o olhando.
Gabi: Sério?
Neymar: Não vou querer chegar no treino e ouvir os cara elogiando minha mulher.
Gabi: Você não tá falando sério, né?
Neymar: Tô, por que não estaria? –respondeu me olhando e fiquei o olhando também- Que cara é essa? Parece que eu assumi que sou gay. –riu enquanto mudava o canal da tv.
Gabi: Você nunca disse que sentia ciúmes de mim.
Neymar: Sempre senti.
Gabi: Então todas as vezes que você fica emburrado comigo quando eu tô com os seus amigos é por ciúmes? Você não gosta que eu vou no seu treino por que tem ciúmes de mim?
Neymar: Eu já disse que sim, quer que eu declare isso pra Espanha inteira? –sorri. Nunca tinha ouvido alguém falar que sentia ciúmes de mim antes... É meio idiota mas ciúmes sempre foi um pouco o tipo de uma declaração de amor, pros homens principalmente. 1 em cada 3 homens assumem sentir ciúmes das mulheres e ele estava assumindo aquilo pra mim.
Gabi: Que fofo. –beijei a bochecha dele enquanto ria.
Neymar: Você queria que eu dissesse isso só pra ficar rindo da minha cara, né?
Gabi: Claro que não. -desbloqueei meu celular, agradeci o Danilo e resolvi postar uma das fotos.

gabrielass: Ensaio incrível de hoje para a nova coleção da @lookwomanmadrid... Muito obrigada à toda a equipe, amei fotografar para vocês!  Foto: @sanchesdanilo / Make e cabelo: @rebeccamakeupmad
rafaella: Uauuuu arrasou 
jotace520: Acha que é bonita........
renanspadafora: Tá modelo agora então?!! Hahahaha saudade! 
jugvalente: Maravisssss hahahah saudadexxx musa
gilcebola: Aí sim, cunha 
isaspadafora: Gata, prima!
neymarjr: Ela não é bonita .. É linda !!  @jotace520

Aff, que sem graça! Olhei pra ele e ele estava rindo.
Gabi: Bobo, né?
Neymar: Por você. –pegou o celular da minha mão e me deitou no sofá ficando por cima de mim enquanto me beijava.
Gabi: Tô com fome... –parou de me beijar e ri.
Neymar: Já que a Marcela não tá, vamos sair pra comer, né?
Gabi: Por que eu não posso cozinhar?
Neymar: Melhor a gente sair...
Gabi: Escuta aqui, eu sei cozinhar, tá bom?
Neymar: Não falei nada –franziu os lábios como se estivesse segurando o riso.
Gabriela: Engraçadinho.
Subi pro quarto e como já tinha tomado banho, fiquei procurando algo pra vestir e ele entrou no quarto enquanto eu me trocava. Como sabia que ele estava olhando, vesti a calça lentamente sob seu olhar e tirei a camisa dele com a mesma calma. Estava sem sutiã, então...
Gabi: Fecha aqui pra mim. –falei depois de vestir o sutiã, ele veio até mim e virei de costas pra ele. Coloquei o cabelo pro lado e me arrepiei quando senti seus dedos tocando minhas costas. Ele fechou o feixe bem devagar e encerrou com um beijo na minha nuca, me olhando através do espelho ao nosso lado- Obrigada.
Neymar: Você gosta de me provocar, né?
Gabi: O que eu fiz? –virei pra ele.
Neymar: Nada... Nada. –olhou pro meu decote, foi pro banheiro e ri enquanto vestia a blusa. Passei uma maquiagem bem simples, só pra não sair de cara limpa, um batom, calcei o sapato e, já pronta, fiquei esperando ele se arrumar. Seu celular estava em cima da cama e o peguei. Desbloqueei a proteção de tela e foi pedida uma senha.
Gabi: Qual a sua senha? –perguntei assim que o vi sair do banheiro. Ele veio até mim, pegou o celular e desbloqueou- Eu pedi a senha, não mandei você desbloquear. –ele não respondeu, abri o aplicativo do Whatsapp e tinha mensagens de um grupo com o nome “Gigantes da Resenha”, outro grupo com os amigos mais próximos e um com a família, além de outras conversas. Tentei ignorar alguns contatos de mulheres que tinham ali e justamente quando fechei o aplicativo, chegou uma mensagem de uma tal de Martina.
Saudades, Ju!!!
Vamos marcar de sair 
Ju? Que intimidade, não? Olhei pra ele e ele estava dentro do closet procurando o que vestir enquanto cantarolava alguma coisa, quando menos percebi estava a respondendo. Ops.
Oi querida, aqui é a NOIVA dele. Que bom saber que ele é inesquecível, mas ele não vai mais sair com você! Favor não mandar mais mensagens, beijos
Ela logo visualizou, bloqueei o contato, saí do aplicativo e bloqueei a tela do celular.
Gabi: Ju, a Martina mandou uma mensagem dizendo que está com saudades e pediu pra marcar de vocês saírem de novo, não esquece de responder, tá bom? Fofo. –ele havia virado pra mim enquanto eu falava, larguei o celular na cama e saí. Idiota.

Neymar narrando.
Gabi: Ju, a Martina mandou uma mensagem dizendo que está com saudades e pediu pra marcar de vocês saírem de novo, não esquece de responder, tá bom? Fofo.
Ela saiu e fiquei ali parado, tentando entender. Que legal hein, Nj? Terminei de me vestir mesmo sem saber se ainda iríamos sair, coloquei o relógio e boné e espirrei perfume. Peguei o celular na cama, desbloqueei e abri o Whatsapp. Olhei o que tava escrito e não acreditei. Dei risada. Desbloqueei o contato e ela realmente não tinha respondido. Bloqueei de novo e a excluí, ela é gata mas tô em outra... Inclusive resolvi descer logo e ela estava falando com alguém no celular.
Gabi: Se vier mesmo me avisa, quero muito ver você de novo, as portas estarão abertas. –hum, legal. Ela riu e logo se despediu- Pronto, meu amor? –fiquei a olhando e estranhando suas reações- Não precisa ficar me olhando com essa cara, tava falando com a minha prima.
Neymar: Ah, da sua nova família.
Gabi: Sempre foi minha família. Eu só não sabia... Ela está vindo pra cá e a convidei pra ficar aqui, espero que você não se importe.
Neymar: De jeito nenhum. Vamos?
Gabi: E aí, o que a Martina disse? –cruzou os braços e balancei a cabeça rindo.
Neymar: Você não tava com fome?
Gabi: Espero que ela não tenha mandado mais alguma coisa e você tenha respondido. –descruzou os braços e saiu andando.
Neymar: Claro que não, você acabou com ela, ela nem soube o que responder. –a segui e sabia que ela estava sorrindo. Peguei a chave do carro e fomos pra garagem. Chegamos no restaurante, estacionei o carro e entramos. Logo vi alguns olhares na nossa direção e na maioria das vezes nem era só pra mim, como já tava acostumado, mas pra ela também. O recepcionista nos levou até uma mesa mais reservada, o garçom veio até nós e fizemos os pedidos.
Garçom: Acepte una botella de vino como una bienvenida a casa...
Neymar: No, gracias...
Gabi: Puede traer sí –sorriu, ele me olhou e olhei pra ela. O garçom saiu e ela olhou pra mim- Adoro vinho. –deu de ombros sorrindo e a vontade que eu tinha de sacudir ela com a ironia que estava se dirigindo à mim, tinha também vontade de agarrá-la e não soltar mais.
Xxx: Hola, Neymar –olhei e era um garoto de aparentemente 6 anos.
Neymar: Hola amigo. –sorri.
Xxx: Usted puede tomar una foto conmigo?
Neymar: Claro. –levantei.
Gabi: Da-me, yo tiro para usted. –sorriu pra ele e ele a entregou o celular. O abracei pelo ombro e sorrimos pra foto- Listo.
Xxx: Gracias.
Xxxx: Hola, lo siento. –uma mulher se aproximou- Enrique, te dije que no viniera.
Neymar: No hay problema.
Xxxx: Gracias por la foto, lo que realmente es su admirador. No vamos a detenerlos. –nos olhou.
Neymar: Gracias, chico. –ele tocou na minha mão, passei a mão em seu cabelo, saíram e sentei de novo. O garçom trouxe a garrafa de vinho, despejou na taça dela, pedi uma dose também e ela ficou me olhando.
Gabi: Você não gosta de beber.
Neymar: Senti vontade agora. –dei de ombros.
Gabi: Falando nisso, como ficou aquele caso daquela garota que gravou seu vídeo? –perguntou depois de beber um gole do vinho e bebi também.
Neymar: Não sei, quem resolve essas coisas é o meu pai.
Gabi: Hum, você faz a cagada e ele resolve...
Neymar: Pois é, a vida tem dessas coisas. –respondi a olhando e depois disso ela se calou. Nossos pedidos não demoraram muito e logo chegaram. Durante o jantar, mais algumas pessoas vieram tirar foto e por mais que aquilo me incomodava um pouco por ser um momento em que eu estava ali tentando ser uma pessoa normal, sabia que fazia parte por estar em um local público e que elas poderiam não ter outra oportunidade. No lugar delas eu faria o mesmo, só esperaria meu ídolo terminar de comer .
Neymar: Chato esse negócio de a gente sempre tá bem e arrumar alguma briguinha, né? –ela não respondeu e continuou olhando para outra direção que não fosse a minha. Peguei um guardanapo e uma caneta emprestada com um garçom que passava e desenhei um coração.

Desfaz esse bico e olha pra mim.

Coloquei o papel na frente dela, ela pegou depois de se fazer de difícil, leu e pegou a caneta. Escreveu e me devolveu o papel. Abri e ri.

Quero fazer xixi, onde fica o banheiro?
No corredor do outro lado do restaurante onde acabou de sair uma gata vestida de vermelho...

Entreguei o papel, ela olhou a senhora de uns 70 anos, riu e respondeu.

Obrigada

Ela levantou e caminhou lentamente até o outro lado do restaurante, entrando no corredor.

Gabriela narrando.
Terminamos de beber o vinho e ele quis ir embora. Na saída do restaurante algumas pessoas ainda o pararam pra tirar fotos e, na maioria delas, dei uma de fotógrafa. É muito lindo ver o carinho que as pessoas têm por ele... Assim que chegamos em casa, ele estacionou o carro na garagem e desci primeiro, antes que pudesse chegar na metade do caminho ele me agarrou por trás e em seguida virou-me para ele. Nossos olhares se encontraram e seu tom esverdeado brilhava mais do que nunca.
Neymar: Te amo.
***

Acordei horas depois com o meu celular despertando, estava tão difícil levantar que fiquei minutos ainda de olhos fechados tentando retornar à minha consciência. Quando fui pensar em sair da cama, o senti colocando o braço em volta da minha cintura.
Neymar: Levanta não.
Gabi: Tenho que ir. –fui levantar e ele me puxou- Neymar Junior.
Neymar: Chamou de Neymar Junior não vai levantar mesmo. Só se me chamar de amor.
Gabi: Deixa eu levantar, amor. –ele sorriu e continuou me segurando.
Neymar: E falar que me ama muito...
Gabi: Te amo muito. –o dei um selinho e ele sorriu- Agora deixa.
Neymar: Não mandei você me beijar, vai ficar aqui. –me prendeu ainda mais ao seu corpo.
Gabi: Ah, chato! –riu. Ele me fez enrolar e enrolar ali até eu perder a hora. Pra falar a verdade eu nem estava com vontade de levantar. A noite foi tão boa e ficar ali nos braços dele depois de tudo, era o que eu mais queria.
Neymar: Bom dia, bom dia. –me beijou.
Gabi: Bom dia. –sorri.
Marcela: Muito bom dia. –a olhamos e ela estava nos olhando, rimos e ele sentou.
Gabi: Daqui a pouco tô indo na agência ver as coisas da festa do Davi, anotei pelo menos metade de tudo o que ele gosta. Pirulito e brigadeiro. -rimos.
Marcela: Nunca vi uma pessoa gostar tanto de pirulito. Do jeito que você fala, vai ficar tudo lindo.
Neymar: Como? –perguntou me olhando.
Gabi: Surpresa. –dei de ombros sorrindo e eles riram.
Neymar: Na hora do almoço tô de volta. –falou levantando depois de tomar um copo de suco e comer um biscoito.
Marcela: Menino, come direito.
Neymar: Já comi. Beijo, tô indo. –me deu um selinho demorado seguido de vários outros- Te amo.
Gabi: Também. –murmurei, ele sorriu e saiu.
Marcela: Como o amor é lindo! –ri- Vocês estão mais radiantes, não sei o que mudou mas agora tá tão diferente. Dá pra ver no olhar de vocês...
Gabi: É complicado, Marcelinha... Quem sabe um dia você entenda. –ela sorriu, mesmo sem entender. Terminei de tomar o café, subi pra escovar os dentes e pegar minhas coisas e saí de casa depois de me despedir dela. Fui de carro até o prédio onde fica a agência de eventos e consegui falar com a Debora. Ela que organiza sempre todos os eventos que o Neymar realiza. Desde um jantar até uma festa envolvendo buffet e decoração. Conversei com ela sobre tudo do jeitinho que queria, ela fez algumas anotações e começou a fazer o planejamento.
Debora: Se ficar do jeito que você está imaginando, vai ficar lindo. Esse garotão tem uma sorte com essa madrasta, hein? –sorri.
Gabi: A gente se dá muito bem.
Debora: Que legal... Bom, acho que o que a gente tinha pra resolver e acertar os detalhes, já foi conversado. Agora eu vou rascunhar tudo aqui, vou te enviar e aí você me diz o que achou, ok?
Gabi: Ok, tenho certeza que vai ficar incrível, vocês mandam muito bem. –ela sorriu, nos despedimos e saí de lá.

28 de agosto, 2015. 19h30.
Todos já tinham chegado e o Davi estava radiante com tudo. A decoração ficou linda e pra completar, ainda tinha brinquedos lá fora que fez a farra das crianças. Eram apenas uma parte da família do Neymar e também da Carolina que vieram, além do Gil, Jota e João Celso, Ju Valente, Raissa, Camila, Valentina e alguns jogadores do Barcelona, como o Daniel Alves, Suárez, Rafinha, Messi com o Thiago e a Antonella. Tentei ficar por perto de todo mundo e, no final, o Davi caiu na cama cansado de tanto brincar. Foi tudo muito bom e divertido pra ele, dava pra ver isso no olhar.

gabrielass: O resultado ficou lindo e o loirinho ficou encantado por tudo! Obrigada sempre, o trabalho de vocês é maravilhoso  @decoreventsbcn
decoreventsbcn: Nós que agradecemos e ficamos ainda mais felizes quando o resultado fica do jeitinho que vocês nos pedem! E não teria ficado tão perfeito se não fosse da maneira como você pensava e me falou. Sempre que precisar estaremos aqui!!!
candantas: Meu loirinho amou !! Muito obrigada por tudo 
davidbrasil24: Que linda ficou a decoração e os dois gatões atrás da mesa tbm rsrs fiquei muito triste por não ter ido... Saudades, quando vem pro BR me visitar??? Beijossss
gabrielass: @davidbrasil24 sentimos falta de você, em breve estaremos aí, beijos!!!
jotace520: Senti mais falta do que todos eles... @davidbrazil24
davidbrazil24: @jotace520 aiiiiii que lindo, pena que vc é um cachorro e não vem me visitar!!!  e vcs tbm @gilcebola @guustavo92 @neymarjr @danid2 @rafinhaaa93
jotace520: Kkkkk @davidbrazil24 

Ri com esses dois e o Neymar saiu do banheiro.
Neymar: Que foi?
Gabi: David e o Jota no instagram. –ele foi até o closet e voltou.
Neymar: Tô cansadão. Uma massagem cairia bem agora...
Gabi: Vem aqui. –ri e ele adorou. Sentou na cama, na minha frente, e fiquei de joelhos atrás dele massageando seus ombros e nuca.
Neymar: Que delícia. –continuei e deixei ele bem relaxado. Tentei, porque ele nunca se satisfaz. O pedi pra apagar a luz e deitamos, ainda fiquei fazendo cafuné nele, ele reclamou da luz do celular e bloqueei a tela colocando-o no criado mudo. Chato.

Sei que vocês devem estar querendo me matar, mil desculpas por ter ficado tanto tempo longe, o motivo é que: estou sem internet. Espero que gostem desse cap, adorei escrever esse clima amorzinho Gabiju ou Gabimar. Um beijo e comentem pra mim saber se vocês me desculparam!
E FELIZ ANO NOVO ATRASADÍSSIMO!!! Que esse ano traga muitas realizações pra cada uma de vocês, que seus sonhos e desejos se realizem e que a gente fique muito tempo juntinhas ainda em 2016! 

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Capítulo 7 – Assim sem mais, apenas sorriu...

Um mês depois.
Os dias se passaram e as coisas estão tão bem em casa que acordo todos os dias sorrindo e agradecendo até mesmo pelo sol que faz lá fora... Me matriculei no curso de medicina na Universidad de Barcelona e faz uma semana que comecei minhas aulas, estou amando, não é tão fácil quanto pensei que seria e sei que ainda vai piorar muito, mas estou feliz em poder estar no início da realização do meu sonho de infância. Não faço mais de 20 minutos, de carro, de casa até a universidade. No último dia 9, foi dia dos pais e pela primeira vez, pude conversar com o meu pai e desejar um feliz dia dos pais digno. Ele ficou muito feliz quando liguei e até emocionado. Confesso que aquilo me emocionou também, sentia muita falta de ter uma família e hoje mais do que uma família "adotiva", tenho também uma família de verdade e do meu sangue, que são meu pai e o Renan. Os dois estão sendo incríveis comigo e sempre me mandam mensagem ou me ligam... Sobre minha relação com o Neymar, de longe, não parecemos mais aquele casal distante que eu sei que parecíamos. Hoje em dia, ele chega do treino, me cumprimenta com um beijo e me pergunta como foi meu dia. Esses dias ele conseguiu me surpreender ainda mais e me trouxe um buquê de flores, passei o dia me perguntando se não havia esquecido alguma data especial, mas ele disse que era apenas um presente . Nunca tinha ganhado um buquê de flores antes...
Hoje é dia 17 de agosto, dia do segundo jogo da decisão da Supercopa da Espanha. Assim que cheguei da faculdade, encontrei os meninos e a Rafa em casa perturbando a Marcela, eles tinham chegado a pouco tempo, além do Seu Neymar e do Duda. Saímos pra almoçar em um restaurante no centro de Barcelona, onde também passeamos. Amo quando eles estão aqui, me sinto como aquelas adolescentes, rindo e se divertindo com os amigos depois do horário de aula, sem preocupações... Troquei mensagens com o Neymar por um bom tempo, passeamos no shopping e voltamos pra casa no horário de nos arrumarmos para o jogo. O Álvaro chegou e chegamos no Camp Nou em menos de 15 minutos. Estava cheio, como sempre. O Barça tinha uma vantagem mínima de vencer esse jogo de volta já que o da ida tinha sido 4 x 0 para o Atlhetic de Bilbao, porém como as manchetes dos jornais anunciavam, não podíamos duvidar de nada do melhor ataque do campeonato.
Gil: Vou ali buscar alguma coisa pra beber, alguém quer?
Gabi: Quero uma água, por favor
Rafaella: Duas, por favor -riu.
Gil: Forgadinhas
Seu Neymar: Já que você tá bem disposto trás uma pra mim também -rimos.
Álvaro: Vamos lá, vou com você -eles levantaram e o Jota tinha ido junto também. Entrei no Instagram e postei uma foto.

gabrielass  @ Camp Nou Estadium, Barcelona

 O jogo foi tenso e a todo momento o Barcelona estava em busca da vitória, porém não passou disso. A partida terminou empatado em 1 x 1 e fomos para o estacionamento privado para jogadores e família, esperar pelo Neymar. Depois que saímos de lá fomos jantar em um restaurante de comidas tipícas. Quando chegamos em casa eles ainda ficaram jogando vídeo game e eu, Rafa e Marcela ficamos conversando.
Marcela: Amanhã você tem consulta, né? -perguntou me olhando e concordei balançando a cabeça.
Rafa: Consulta?
Gabi: Voltei a fazer tratamento...
Rafa: Ai que legal, que bom! -disse sorrindo.
Gabi: Dona Nadine conseguiu me convencer da última vez que veio aqui -contei. Todos sabiam do aborto que eu tinha sofrido, mas sem os detalhes que rodeavam esse assunto. O Neymar veio até nós, sentou do meu lado e me abraçou.
Marcela: Quer que eu vá com você?
Neymar: Não, eu vou -o olhei, surpresa.
Rafa: Nem sabe do que a gente tá falando, intruso -rimos.
Neymar: Claro que sei
Marcela: Então aproveito pra ir no supermercado de manhã
Gabi: Arrasta os folgados pra te ajudar
Marcela: É isso que vou fazer mesmo -riu.
Rafa: Acho que vou subir, tô com sono
Marcela: Somos duas, Rafinha. Boa noite pra vocês
Rafa: Boa noite, meus amores
Gabi: Boa noite -deram boa noite pros meninos e foram para seus respectivos quartos. Eu e o Neymar continuamos ali namorando até ele ir jogar e ainda continuei lá com eles, estava sem sono. Fiz log in no Instagram e a primeira publicação que aparecia no feed era dele de uma foto que tiramos ao sair do restaurante. Na legenda tinha escrito "Meus amores" e um coraçãozinho. Sorri e curti. No dia seguinte acordei às 8h da manhã com o celular despertando.
Neymar: Desliga aí -resmungou abraçado em mim e me estiquei pra pegar o celular no criado-mudo. Desativei o alarme e bloqueei a tela.
Gabi: Dorme mais um pouquinho, depois eu te chamo -dei um beijo nele e levantei com um pouco de custo já que ele não queria me deixar levantar. Fui pro banheiro, fiz minhas higienes matinais, tomei um banho e voltei pro quarto com a toalha enrolada no corpo e, querendo ou não, rapidamente voltei a lembrança do dia em que o Gustavo entrou no quarto e me viu de roupas íntimas. Desde aquele dia nunca mais conversamos, falamos apenas o básico um com o outro e ele parece me evitar, o que me deixa um pouco chateada já que nenhum de nós teve "culpa". Gosto muito dele, foi um dos meninos com quem mais me identifiquei e sempre ficávamos horas conversando. Me vesti, passei perfume e fui acordar o Neymar.
Gabi: Se quiser pode ficar aqui dormindo Ney, não precisa ir. Eu vou rapidinho e volto
Neymar: Troca esse Ney aí por amor, fica melhor -disse de olhos ainda fechados e ri enquanto ele me abraçava.
Gabi: Ouviu o que eu disse?
Neymar: Eu vou -enrolou alguns segundinhos, levantou e foi pro banheiro. Terminei de me arrumar, calcei meu sapato, arrumei a cama, peguei meu celular e bolsa e saí do quarto dando de cara com quem? Gustavo.
Gabi: Bom dia. Caiu da cama?
Gustavo: Tô indo correr com o Álvaro -riu- E você?
Gabi: Vou sair com o Neymar
Seu Neymar: Comigo? -falou subindo as escadas e ri.
Gabi: Neymar Junior
Gustavo: Cê não consegue mesmo chamar ele pelo apelido, né? -riu e ri também sem graça. Achava tão íntimo a forma como eles se referiam a ele no diminutivo e acabava me privando disso. Descemos juntos pra cozinha e a Marcela estava terminando de colocar a mesa. Demos bom dia pra ela, sentamos na mesa e logo o Neymar desceu e sentou também. Assim que terminamos de tomar café rapidinho, subi pra escovar os dentes e fomos pro consultório da doutora Vivian.
Dra Vivian: Que bom que estão bem, fico feliz por vocês -sorrimos enquanto ele segurava minha mão- Como está se sentindo? -perguntou me olhando.
Gabi: Bem
Dra Vivian: Pesadelos?
Gabi: Um mês atrás -ela ficou me olhando como se esperasse que eu dissesse alguma coisa- Acho que foi mais como uma lembrança do que aconteceu. Mas depois disso nunca mais tive nenhum outro
Dra Vivian: Isso é bom -disse enquanto anotava algo na minha ficha de diagnóstico- Se no próximo mês você voltar aqui e estiver radiante e sorridente da mesma forma que está hoje, suspendo suas consultas por 6 meses -ri e eles também riram- Está fazendo o tratamento hospitalar corretamente?
Gabi: Sim
Dra Vivian: Estão praticando relações sexuais? -o olhei de relance e ele me olhava com um esboço de sorriso no rosto. Sabia que eu era tímida em relação a esses assuntos e me segurei pra não rir.
Gabi: Sim -ela fez mais algumas perguntas, respondi todas e meia hora depois saímos de lá. Foi a consulta mais curta que já tive. A única em que não caí em uma crise de choro repentina ao lembrar de tudo o que senti naquele dia... Da clínica, fizemos um caminho diferente da nossa casa e não me contive em não perguntar- Pra onde vamos?
Neymar: Fiquei orgulhoso de você hoje, merece um presente
Gabi: Que presente, garoto? Não quero nada 
Neymar: Eu quero dar, qual o problema?
Gabi: Não prec.. -ele colocou a mão na minha boca me interrompendo e ri. Parou o carro no sinal e se inclinou pra me beijar. Chegamos no shopping e ele entrelaçou a mão na minha- Já disse que não quero nada -falei enquanto ele me puxava pra entrar na Tiffany & Co.
Neymar: Bona tarda -respondeu à vendedora que veio nos recepcionar, ignorando totalmente o que eu havia falado. (...)
Chegamos em casa cerca de 30 minutos depois e os meninos estavam na sala.
Jota: Porra, até que fim
Duda: Vai Marcela, seus queridos chegaram, podemos comer agora?
Marcela: Vocês são chatos -riu.
Gabi: Vocês ainda não almoçaram?
Gil: Marcela baba ovo mandou esperar os pombinhos
Neymar: A gente já almoçou, mano -falou com uma expressão séria e todos olharam pra gente como se quisessem nos matar. Tentei segurar a risada mas ver eles olhando pra gente daquela forma me fez cair no riso, não aguentei.
Gabi: Mentira, gente
Jota: Ia dar um tiro agora -rimos.
Seu Neymar: Joclécio chega tá verde, coitado
Marcela: Vou lá pôr a mesa
Gustavo: Até te ajudo -ri, ele levantou e foi pra cozinha com ela.
Gabi: Cadê a Rafa?
Duda: Tá lá em cima braba
Neymar: Por quê?
Gil: A gente acordou ela batucando até umas hora -riram.
Gabi: Ai gente, que maldade -ri.
Duda: É maldade mas dá risada né? A próxima é você
Gabi: Vem com graça que dormem tudo na rua
Seu Neymar: Menos eu né, norinha?
Gabi: Inclusive -eles riram- As ideias partem de você
Seu Neymar: É com ela mesmo que tu quer casar, Juninho? Tá vendo como ela trata seu pai? -disse mostrando-se indignado.
Neymar: Tive a certeza agora -rimos.
Gil: Fica na tua Neymarzão, melhor -falou rindo, subi pra falar com a Rafa e descemos pra cozinha. Fui chamar os meninos pra almoçar e quando voltei junto com eles, o Gustavo já estava comendo.
Neymar: Porra!
Gustavo: Mó larica mano, desculpa -rimos, sentamos, nos servimos e almoçamos entre brincadeiras, como sempre. Depois saíram da cozinha e ajudei a Marcela a arrumar tudo junto com a Rafa. Contei sobre a consulta e elas ficaram babando no meu anel... Subi pra trocar de roupa e o Neymar subiu pra pegar a mochila dele já que ele tinha treino agora a tarde. Descemos juntos, nos despedimos com um beijo e os meninos foram junto com ele. Menos o Seu Neymar e o Duda que ficaram resolvendo algumas coisas no escritório junto com o Álvaro, que chegou depois do almoço. A Camila me mandou uma mensagem com um print de uma notícia. Lá vem ela. Abri a imagem.

"Neymar compra jóia de 3,5 mil para a noiva e passeia em clima de romance"

Não aguentei, sempre mando rs
Ele ta tão fofo assim? Até joia caríssima? Isso mesmo, produção???
Como diz a Rafaella hahaha
Sempre você! Kkk
Não sei como descobrem essas coisas
A gente realmente mudou muito um com o outro... Tô muito feliz, estamos bem e nada se compara à esse clima de paz da gente
Ta até clichê! hahahaha
 boba! Kkkk
Estou feliz por você
É bom te ver assim e sei que ele está te fazendo bem, vi em Ibiza
Só espero de verdade que ele não apronte mais nenhuma com você porque por todo esse tempo só não cortei o que ele tem entre as pernas por sua causa!
Mas independente de tudo você sempre me apoiou
E eu tinha outra coisa a fazer?
Não sei o que você viu nesse magrelo
Não fala assim dele 
Bleeeeeeh
O que você ta fazendo?
Vem aquiiiiii me ver
Seu boy tá aqui
Meu boy nada!!!!!!
Vem e trás a Vale, vou pedir pra Marcela fazer aquele bolo de chocolate que ela gosta!
Tô esperando vocês 
 Pedi pra Marcela fazer o bolo e ela, como sempre, não negou nada. O Duda me mostrou uma proposta de uma marca feminina de Madrid junto com um convite de coquetel e fiquei um bom tempo observando e pensando até que ele conseguiu me convencer. Já fotografei duas vezes e por mais que seja totalmente apenas um hobby os resultados sempre ficam legais e me deixam com mais vontade ainda de experimentar posar para as câmeras outra vez. Porém acho que não levo jeito nenhum. Fiquei no celular e cerca de 40 minutos depois a Cami chegou com a Valentina. A abracei muito, estava louca de saudades! Ela é irmã da Camila por parte de pai e foi praticamente "abandonada", a Camila e eu sempre tentamos a ajudar mas a mãe da Cami não aceitava simplesmente porque ela era filha de outro relacionamento de seu ex marido. Soubemos de sua existência quando de repente uma garota com roupas sujas e molhada da tempestade em que caía lá fora bateu em nossa porta pedindo ajuda à irmã... Ela havia sido estuprada naquela noite com apenas 12 anos de idade e a partir de então se tornou nossa protegida, o nosso anjo e minha princesa. Sou apaixonada por ela.
Gabi: Que saudade que eu tava de você, meu amor -disse ainda abraçada com ela.
Valentina: Também senti muito a sua falta
Gabi: Tá tudo bem? E como tá o colégio?
Valentina: Bem -sorriu. A apresentei pra Rafa e pra Marcela e ela como sempre ficou na dela, tímida.
Marcela: O bolo já está pronto
Camila: Deve tá uma delícia. Tô sentindo o cheirinho daqui
Rafa: Particularmente, acho que é o melhor bolo de chocolate que eu já comi na vida, só fica atrás do da minha mãe -riu, fomos pra cozinha e nos servimos.
Gabi: Gostou, amor? -perguntei olhando pra Valentina e ela assentiu.
Marcela: Quer mais um pedaço? Não fica com vergonha não, pode pegar
Valentina: Obrigada
Jota: AGORA EU VOU PERGUNTAR PRA ELA, SERÁ QUE ELA VAI ME QUERER?
Gil: AGORA VOU SABER A VERDADE, SE É DINHEIRO, OU É AMOR OU CUMPLICIDADE
Neymar: NÃO TENHO CARRO, NÃO TENHO TETO E SE FICAR COMIGO É PORQUE GOSTA, VAI
Marcela: Meus ouvidos! -disse tampando os ouvidos dela com as duas mãos enquanto ria e em seguida tampou os da Valentina, nos fazendo rir. Eles entraram na cozinha e pararam assim que viram que tínhamos visitas.
Rafa: Vocês são desnecessários
Jota: Desculpa, a gente não sabia que tinha visita. E aí, Camilinha
Camila: Oi, Jota -riu.
Rafa: Essa é a Valentina e esses são uns doidos aí, não liga pra eles -disse falando pra Valentina e ela riu, sem graça.
Jota: Mentira dela princesa, meu nome é Jota, seja bem vinda
Neymar: Mais conhecido como Joclécio
Camila: Oi? Você não me falou isso antes!
Jota: Ahh -coçou a cabeça e começaram a fazer uma cena ali como se estivessem discutindo a relação, nos causando risos. Enquanto isso, o Neymar veio até mim, me deu um selinho e "roubou" um pedaço do meu bolo. Os meninos também se serviram, depois Seu Neymar, Duda e Álvaro se juntaram a nós e ficamos ali naquela diversão. A Valentina não estava muito acostumada com aquilo, mas sempre ria das bobeiras dos meninos e aquilo me fazia sorrir. A Camila também tinha se dado muito bem com eles e de vez em quando até zoava de algumas coisas que o Neymar dizia... Eu realmente estava feliz.
Neymar: E você resolveu assim, sem falar comigo?
Gabi: Sim, não é nada demais, são só algumas fotos -ele ficou me olhando e fiquei esperando seus insultos repentinos, quando de repente ele sorriu, assim sem mais, apenas sorriu...
Neymar: Tô orgulhoso de você, mais uma vez
Gabi: Sério? -sorri.
Neymar: Sim, pro que precisar eu tô aqui
Gabi: Não vou precisar -ele ficou me olhando- Eu quero ser independente, quero conquistar as coisas com a minha vontade, não quero ser a namorada médica as custas do Neymar ou a namorada modelo às custas do Neymar, seja lá o que eu vá seguir
Neymar: Primeiro que não é namorada, é minha noiva. E segundo, eu não tô nem aí pro que os outros vão dizer
Gabi: Mas eu tô -ele rolou os olhos- Tenta entender meu lado
Neymar: Eu entendo -sorriu fazendo carinho no meu rosto- Só não desiste do seu sonho -sorri.
Gabi: Você tá sendo incrível pra mim
Neymar: Quero ser a melhor pessoa que você já conheceu na vida... -me deu um selinho.

Neymar narrando.

Ela sorriu e eu sabia que por trás daquele sorriso havia confusão e surpresa, isso também acontece comigo quando me olho no espelho. Não sei o que me tornei pra ela, mas estou em busca do melhor que eu possa ser. Acho que aquela minha última partida pela Seleção e tudo o que aconteceu depois me fez abrir os olhos. Ler todas as críticas e todas as mensagens de carinho nos dias seguintes àquele episódio, o apoio da minha família e dos meus amigos mais uma vez, profissional, pessoal e emocionalmente, além dela sempre ao meu lado. Todo esse tempo de convivência, prestes a completar um ano juntos, e tudo o que conheço sobre ela tendo enxergado isso através das suas fraquezas e também depois de ouvir várias opiniões sobre o nosso relacionamento me fez apostar na gente... Não queria que dependesse de mim caso esse nosso "noivado" não desse certo, não queria deixar com que ela fosse embora e corresse o risco de voltar praquele cara mesmo sentindo que ela pudesse gostar dele.


Gabi: Falei pra você não vir mais aqui, esquece tudo aquilo!
Neymar: Não posso, já tá tudo resolvido, eu vim te buscar
Gabi: Você só pode estar ficando louco
Neymar: Eu não perdi todo o tempo que gastei pra nada, você vai comigo, a gente não tem nada a perder
Gabi: Você não me perguntou se era isso o que eu queria!
Neymar: Você prefere ficar aqui vendendo o corpo pra esse monte de cara e sendo tratada como uma vagabunda? -ela ficou calada e era como se aquilo realmente tivesse a atingido- Desculpa
Eric: Acabou. Gabriela vai arrumar suas coisas -ela ficou o olhando como se sentisse raiva de algo e ele não a olhava de volta.
Gabi: Eu te odeio!
Fomos o caminho todo em silêncio. Chegamos em casa e não tinha ninguém. Eu estava sozinho por alguns dias e preferi que fosse assim nesses primeiros dias dela aqui.
Gabi: A gente não precisa dividir o mesmo quarto
Neymar: Sou eu quem digo -coloquei a mala dela no meu closet- Por enquanto você vai dividir o quarto comigo sim
Gabi: Sei que ainda vou me arrepender disso...

Ri enquanto ela olhava o closet com as mãos na cintura.


Pensaram que eu tinha abandonado vocês, né? Estou de mudança (pela segunda vez no ano!) e cansada de tanto estudar, o que esgotou toda minha criatividade... Não me xinguem pela postagem pequena, peço desculpa e agora nas férias prometo tentar postar com mais frequência pra vocês . Saudade dos babados, próximo capítulo tem! Hahaha, um beijo.
Críticas e sugestões? Por aqui ou ask.fm/neymrseduz

Indicando: